Skip to main content

Série especial: Cultura é pertencimento | Quebra Coco – Mestre Belo

A série “Cultura é pertencimento” tem como fundamento a valorização dos saberes, das celebrações e das formas de expressão resistentes na cidade histórica de Penedo. Durante 4 dias, o Circuito Penedo de Cinema apresentou diversos grupos culturais, compondo a programação da 11ª edição do evento. Com o sentimento de registrar depoimentos das mestras e metres, realizamos entrevistas que descrevem as histórias das poucas práticas coletivas culturais existentes no Baixo São Francisco, as dificuldades enfrentadas pelos representantes dos grupos, em especial a falta de incentivo público.

É com grande satisfação que iniciamos a série com a entrevista do mestre Belo, que há 18 anos comanda o grupo Quebra Coco, situado numa importante comunidade de remanescentes quilombolas, o Tabuleiro dos Negros.

Circuito Penedo realiza testes RT-PCR em toda equipe de trabalho e convidados do evento

A ação aconteceu em parceira com a Ufal, coordenada pela vice-reitora Eliane Cavalcante

Diante do cenário de pandemia do Covid-19 a qual ainda estamos submetidos, situação que exige reconfigurar a realização de qualquer evento no formato presencial, o Circuito Penedo de Cinema manteve os protocolos de segurança da equipe e do público. E nesse contexto de dificuldades técnicas, sociais e pessoais, garantir a segurança da equipe, convidados e público tem relação direta com o presente para, enfim, preparar o futuro.

Na sexta (26) e sábado (27), realizamos testagem em toda a equipe de trabalho e convidados com o intuito de monitorar e atestar a biosegurança de todos os participantes do evento. A ação aconteceu em parceria com a Universidade Federal de Alagoas, tendo a coordenação da vice-reitora e bióloga, Eliana Cavalcante, que também aplicou a testagem em toda a equipe. 

“O primeiro passo para a gente vencer a pandemia é a testagem. Quando testamos conseguimos medir o número de propagação e como o vírus está se comportando. Além disso, essa ação demonstra a preocupação da Universidade tanto com a equipe que está organizando o evento quanto com os convidados do festival”, diz Cavalcante.

Foram coletadas cerca de 150 amostras, sem nenhum caso positivo para o vírus. A ação de RT-PCR, considerado o exame mais preciso no mundo, tem sido aplicada em outros eventos parceiros da Ufal, como a recente Expedição Científica do Rio São Francisco.

“Precisamos reforçar que a pandemia continua e com a perspectiva de uma quarta onda. Assim, devemos continuar nos protegendo para que todas e todos estejam seguros e seja possível passar por esse momento tão difícil”, ressalta a vice-reitora.